Mídia
Mariana Kawazoe

Mariana Kawazoe

Psicóloga, Psicoterapeuta e Orientadora Profissional

INFLUÊNCIA DA MÍDIA NO COMPORTAMENTO

Na verdade, não precisa ser apenas mídia, mas qualquer pessoa pode influenciar no comportamento de outra. Mas, o que leva a isso?

É lógico que não tenho todas as respostas, mas sempre vale a reflexão que a pergunta suscita.

Um dos aspectos muito importantes é a existência de neurônios chamados “neurônios-espelho”. O próprio nome já sugere um “espelhamento”, no caso, este se refere ao social, ao grupo. Também são esses neurônios que promovem a empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro e sentir o que ele sente.

Isso significa que biologicamente estamos propensos a sermos influenciados pelos outros.

Outro aspecto importante é o “efeito manada”, que acontece quando as pessoas seguem os comportamentos de um grupo, como se fossem uma manada mesmo, na maioria das vezes, sem consciência e sem reflexão.

Já ouviram falar no fenômeno “FOMO”? Significa “fear of missing out” ou, na tradução literal, “medo de perder”. Eu acho que a expressão “medo de ficar de fora” reflete mais o que a frase quer dizer. Posso estar enganada, mas, segundo o meu conhecimento, esse fenômeno apareceu muito com o crescimento das redes sociais, porém, esse sentimento já é bem conhecido de todos. Lembra quando você não era convidado para uma festa? Lembrei até daqueles dizeres de alguns festivais “xxx! Eu fui!”. Isso nada mais é do que a sensação de pertencimento!

E o que isso tudo tem a ver com as mídias? Bom, junte os pontinhos…!

O que passa na TV, muita gente pensa que é “a” única verdade. Mesmo sendo recortes de coisas que acontecem no mundo (até porque não dá pra noticiar tudo), as pessoas tendem a se “espelhar” nas notícias, pois costumamos confiar nas nossas fontes! (Excluo aqui as fake news, porém sei que, infelizmente, algumas pessoas “escolhem” acreditar nelas.)

Também tem um outro fenômeno psíquico chamado “projeção”! “Projetamos” no outro, aquilo que é nosso! Tendemos a buscar os nossos “iguais”! Então, se a mídia que eu acompanho pensa de tal maneira, logo…

E os influencers? Hoje em dia, vale mais a opinião de um influencer do que ler um autor consagrado no mundo acadêmico! (Eu não concordo, mas as coisas são como são!)

Cada vez que vou escrevendo aqui, vou lembrando de outras coisas importantes e que já escrevi em outros posts: leia post “PRECISAMOS VIVER MAIS UBUNTU” e “QUAL É A SUA BOLHA?”.

Share on facebook
Share on twitter

+55 11 99426-6048

contato@marianakawazoe.com.br

CRP 06/65946

2022 © Todos os direitos reservados.