mariana-kawazoe-psicologa-no-campo-belo-Por-que-as-pessoas-resolvem-os-problemas-bebendo-alcool
Mariana Kawazoe

Mariana Kawazoe

Psicóloga, Psicoterapeuta e Orientadora Profissional

Por que as pessoas “resolvem” os problemas bebendo álcool

Você já foi pro bar tomar umas para esquecer dos problemas? Ou então chegou no final da semana estressante e foi tomar uma gelada para relaxar? Acho que, quem gosta de beber, muitas vezes opta por fazer o “teracopo”, ou seja, a terapia bebendo álcool.

A ideia deste texto não é classificar o que é alcoolismo ou consumo recreativo do álcool, mas de proporcionar uma reflexão em relação ao uso “funcional” que o álcool exerce na vida de muitas pessoas.

Porém, ao mesmo tempo, é um alerta para quem “acha” que bebe apenas por diversão e não enxerga os problemas que o próprio consumo da substância gera em sua vida ou faz piorar.

Lógico que ir ao bar com os amigos, bater papo e tomar uma cervejinha tem seus efeitos “terapêuticos”, no sentido social da coisa! E é muito gostoso fazer isso! Mas está bem longe de ser uma terapia e muito menos de resolver os problemas. Pensa: depois que você bebe o problema foi embora? Óbvio que não! Ele está lá do mesmo jeito ou até pior!

Não é a mesma coisa ir ao bar e conversar com um psicólogo, por exemplo, que é um profissional que estuda muito e está capacitado para exercer esse ofício. Psicoterapia não é bate-papo! Experimente e você vai saber a diferença!

Eu moro em um bairro altamente etílico! Tem vááááários bares aqui, eu disse, vááááários bares! O maior público é o de pessoas que moram no bairro e todo mundo se conhece porque frequenta os mesmos bares. Muita gente vai sozinha, senta só, pede uma bebida e dali a pouco já encontra algum conhecido. Parece muito com uma série de 1900 e bolinhas, a Cheers, que passava na televisão antes de existir Netflix, mas já com a TV por assinatura. Era um bar onde as pessoas se encontravam, faziam amizade de bar, contavam as suas histórias umas pras outras e ficavam “amigas” dos atendentes. No meu bairro é bem isso! Tem um super valor social!!!

É muito legal isso, mas às vezes eu percebo que algumas pessoas se “afogam” mais nos problemas do que “diluem” no álcool. Por exemplo: uma história real é a de um cara que me contou que estava com muitos problemas financeiros, mas você já imagina, né!? Ele está TODO DIA no bar tomando umas cervejas. Eu até perguntei pra ele: “Mas, se você está com problemas financeiros, por que você gasta tomando cerveja todo dia?” A resposta foi clássica: “É para me ajudar a esquecer os problemas!” Oi? “Mas daí você está gastando mais dinheiro!? Você não percebe?” Lógico que a pessoa percebe, mas… não consegue deixar de beber! E vai me dizer que isso não é alcoolismo!!! Sorry, my friend, seu problema é maior do que o financeiro! Esse é só um dos reflexos dos outros “problemas”!

Eu poderia contar mais 1 milhão de casos como esses só por saber as histórias das pessoas que eu conheci nesse contexto.

Mas, daí você deve estar se perguntando: “Ué, mas você também não estava no bar bebendo? Como você conheceu essas pessoas?”

Sim, eu vou aos bares do bairro! Sou humana e gosto de tomar cerveja! Vou de vez em quando e faço “amizade” fácil. Mas acho que vale a pena eu fazer essa reflexão com vocês!

Como eu faço o consumo do álcool? Tem função? Está além das minhas possibilidades? Tenho trava para parar a hora que eu quero?

Quem quiser relatar sua experiência com o álcool, sinta-se à vontade para escrever aqui embaixo!

Share on facebook
Share on twitter

(11) 99426-6048

Rua Vieira de Morais, 1760
Campo Belo - São Paulo/SP
04617-007

contato@marianakawazoe.com.br

2019 © Todos os direitos reservados