Sentido e propósito
Mariana Kawazoe

Mariana Kawazoe

Psicóloga, Psicoterapeuta e Orientadora Profissional

SUA VIDA TEM SENTIDO? E PROPÓSITO?

Atualmente ouvimos muito falar em sentido e propósito de vida. Em geral vemos os dois conceitos juntos.

O conceito de sentido de vida foi abordado há muito tempo pelo neuropsiquiatra austríaco, Viktor Frankl, que, em 1946, escreveu um livro, Em busca de sentido. Segundo as resenhas que li na internet (porque, na verdade, eu não li o livro), ele fala de sua experiência em quatro campos de concentração nazistas, relatando que percebeu que os soldados que tinham algum sentido na vida, tinham mais forças para sobreviver. O sentido de vida seria encontrar um propósito e ser responsável consigo e com os outros.

Para o psicólogo Wagner de Lara Machado, sentido e propósito são diferentes, mas se complementam: sentido de vida é algo individual, é uma história sobre si mesmo e que conecta o passado, o presente e o futuro. Já o propósito é um objetivo, uma meta, é voltado para o futuro, você busca e vai atrás, você pensa em realizar e orienta um comportamento. Ambos são importantes para a autorrealização.

Muitas vezes há um descompasso entre sentido (agora) e propósito (futuro). Às vezes a pessoa não tem propósito, mas vive com sentido. O psicólogo ainda afirma que pessoas que têm propósito de vida vivem mais e têm melhores prognósticos para alguns tratamentos, como o do câncer, por exemplo.

Isso não é algo mágico ou místico, mas, tendo um propósito de vida, a pessoa se engaja em um sentido de vida, dentro do seu propósito, buscando um crescimento pessoal e, de alguma forma, busca estratégias mais adaptativas para cuidar da sua saúde.

Na TED com a escritora Emily Esfahani Smith, “A vida é mais do que ser feliz”, ela cita Martin Seligman, que diz que “a origem do sentido está em pertencer e servir algo além de si mesmo e desenvolver o melhor de si”. E segue dizendo que as pessoas que “encontram sentido na vida são mais resilientes, se saem melhor na escola e no trabalho, chegam até a viver mais”.

Ela se refere a quatro pilares para ter uma vida com mais sentido, mas eu penso que cada um constrói de seu jeito. Porém, vale a pena assistir o vídeo e ver as dicas que ela dá.

Muitas pessoas relatam dificuldades em ter um sentido na sua vida e em construir um propósito, mas isso porque pensam que é algo muito grandioso, quando na verdade, podemos pensar por partes! Podemos ter pequenas metas em um dia, não precisa ser algo a muito longo prazo! O longo prazo ajuda, mas não precisamos nos prender a isso. Além disso, a vida muda a todo momento e isso faz com que passemos o tempo todo revendo nossas metas.

Podemos inventar! Sejamos criativos!

E aí, você tem uma vida com sentido? E com propósito?

Share on facebook
Share on twitter

(11) 99426-6048

Rua Vieira de Morais, 1760
Campo Belo - São Paulo/SP
04617-007

contato@marianakawazoe.com.br

2019 © Todos os direitos reservados